Arquivo de 'Elenco'



Entrevista e Photoshoot: Greg Austin para ALONE Magazine
postado por Class BR
12 de janeiro de 17

A Alone Magazine divulgou a entrevista e photoshoot inédito de Greg Austin. Abaixo vocês poderão conferir o bate-papo traduzido e o Photoshoot:

Hey Greg, muito obrigado por nos dar o tempo para falar com você. Nós queremos ser diretos, então você interpreta Charlie em Class, você pode nos dizer mais sobre esse papel?

Charlie é quase literalmente um peixe fora da água. Ele é o garoto novo na escola, tendo sido salvo da aniquilação em seu planeta natal pelo Doutor, ele é agora o último de sua espécie (que por acaso parece peixe). Ao longo da série ele tem que aprender a se encaixar com os seres humanos sempre estranho, enquanto encontrar o seu lugar e sua sexualidade. Ele é um personagem fantástico de interpretar, e eu gosto de pensar como o show avança, ele descobre mais do que é ser humano.

Ainda no tópico Class as aventuras que você teve parece incrível, qual é a sensação de estar no set?

Começar a atuar nesses cenários loucos é maravilhoso como ator, e encontrar a verdade em cada situação pode ser um desafio e uma alegria. Vendo toda uma equipe de pessoas trabalhando juntas para criar um mundo alienígena é realmente algo especial, e eu sei que todo o elenco e a equipe se ligam ao prazer de fazê-lo.

Class tem sido um grande sucesso, você tem um episódio favorito?

O meu episódio favorito é o 6º. É um “episódio de garrafa” (tudo definido em um local), que ofereceu alguns obstáculos muito original, que eu acho que ajudou a elevar a um ponto brilhante da série. Embora eu estivesse contente por ter terminado de filmar, foi intenso!

Como você se descreve para os espectadores que estão lendo esta entrevista, o que você diria?

Eu diria que eu sou muito calado e observador, muitas vezes me adaptando a cada situação, conforme as necessidades. Eu sou um introvertido de coração, então eu estou constantemente tendo que me empurrar para ser sociável e extrovertido, que sendo um ator exige!

Você interpretou Gordon Selfridge em Mr. Selfridge, como era interpretar esse papel?

Gordon foi um papel fantástico pra mim. Foi o meu primeiro trabalho na televisão e me deu muito espaço para desenvolver meu ofício, com tanto apoio em torno de mim. Eu tinha muita orientação e ajuda de todos os envolvidos, e realmente abriu meus olhos para o maravilhoso mundo da câmera.

Onde você se vê no futuro próximo e o que você espera estar fazendo?

Eu adoraria fazer algum filme, então espero que com o sucesso da Class isso possa acontecer em breve!

Existe alguma meta pessoal que você deseja alcançar em sua carreira ou você tem um diretor favorito que você deseja trabalhar?

Provavelmente é meio bobo, mas desde criança eu sonhava em interpretar James Bond. Assim, quem sabe, talvez em quinze anos ou talvez eu tenha sorte se eu for extremamente sortudo!

Chega de trabalho, o que Greg faz em seu tempo livre?

Eu sou um grande geek, dedico muito do meu tempo para jogos, internet e meu canal no YouTube. Se eu não estou fora na natureza ou trabalhando, eu estarei na frente de um computador de alguma forma!

Confira o Photoshoot realizado pelo Greg em nossa galeria.

   

GREG AUSTIN > PHOTOSHOOT > 2017 > ALONE MAGAZINE


Fonte: ALONE Magazine
Tradução e Adaptação: Class BR – Não reproduza sem os créditos!

Entrevista e Photoshoot do elenco para FAULT Magazine
postado por Class BR
03 de novembro de 16

A edição #24 da Revista FAULT inclui conteúdo especial com o elenco principal, Greg Austin, Fady Elsayed, Sophie Hopkins e Vivian Oparah. Aprendemos mais sobre o elenco jovem, seus personagens e mais!

Vocês estão trabalhando com um dos mais emblemáticos shows da BBC de todos os tempos. Como é?

Sophie: Louco! Ser parte da família de Doctor Who – mesmo sendo um novo show, o apoio que nós já tivemos é irreal. Eu acho que Fady provavelmente vê muito mais do feedback do que eu, com a mídia social…

Fady: Sim, Sophie não tem Twitter! Quero dizer, em todos os meios de comunicação social, todos os fãs de Doctor Who tem mostrado interesse em ver o que esse mundo vai trazer. Ser parte de um show que tantas pessoas já respeitam…

Há tantos aspectos para o universo de Doctor Who para potencialmente expandir. Porquê Coal Hill?

Fady: Tem sido uma área tão icônica do Universo de Doctor Who – então, para ser honesto, tem sido um longo tempo chegando!

Sophie: Com Clara (Jenna Coleman) sendo professora na escola nas duas últimas temporadas – foi um momento perfeito na linha de tempo de Doctor Who. ‘Para dizer espera, ok, vamos olhar para cá agora.’ As pessoas já começaram a ver mais, as sementes já estavam plantadas. Faz sentido agora de uma maneira …

Fady: É particularmente interessante ser capaz de explorar esse universo no mundo de hoje. Basta ver como essa geração lida com isso e como se encaixa no século XXI. Eu não acho que ninguém espera que Coal Hill seja do jeito que é agora.

Embora exista dentro de uma franquia conhecida, todos os personagens e história são originais. Como foi se tornar um personagem?

Vivian: Eu perguntei a Patrick de onde Tanya veio, ele disse de sua própria vida pessoal e livros que ele leu. Para mim, eu tive que trazê-la para fora de dentro de mim e me identificar com ela. Ao longo da série ela faz muitos comentários sociais que me lembra de mim mesmo em sua idade e eu me lembro da angústia de estar com amigos que eram muito mais velhos e ter que encontrar o meu caminho.

Como se sentiu ao ouvir que estava fazendo parte em uma produção tão grande?

Vivian: Minha audição para a Class foi a minha primeira audição. Eles sugeriram que estava ligado ao universo de Doctor Who de alguma forma, mas eu não conseguia entender qual era a grande produção, até começar o trabalho e as filmagens.

Você encontrou paralelos entre Charlie e você?

Greg: Quando li pela primeira vez, fiquei tipo “este sou eu”. Ele é muito calmo e estranho como eu e acho que, com qualquer papel você vai encontrar algo para sentir empatia e construir em cima. Há um lado muito específico de mim no Charlie e me lembro de ter treze anos de idade e não saber como lidar em ser um adolescente e eu sinto que Charlie é eu nesse estágio. Sempre se esforçando para dar sentido a tudo e se encaixar.

Vocês já foram para a Comic Con e se encontraram com os fãs de Doctor Who. Como é estar perto de tantos fãs entusiasmados com o show?

Greg: Eu amo em partes porque eu sou um desses fãs! Eu fui na Comic Con por anos, então a chance de realmente estar em um painel e interagir com pessoas que apreciam o show e que têm emoção é um sonho se tornado realidade para mim.


Fonte: FAULT Magazine
Tradução e Adaptação: Class BR – Não reproduza sem os créditos!


Confira o Photoshoot em nossa galeria:

1~4.jpg2~3.jpg3~2.jpg1~4.jpg

PHOTOSHOOT > 2016 > FAULT MAGAZINE